SIMULE SEU EMPRÉSTIMO ONLINE AGORA

Clique aqui para realizar uma simulação AGORA e ONLINE.
Crédito Pessoal e para Negativados.

InícioArtigosFinançasSaiba tudo sobre o mercado de ações, o investimento em renda variável

Saiba tudo sobre o mercado de ações, o investimento em renda variável

A tão famosa em renda variável

A renda variável é a grande rainha do mercado de ações. Certamente não é a primeira vez que você ouve alguém dizer isso ou compará-la com renda fixa, mas com certeza você já se perguntou em mais de uma ocasião o que significa essa renda variável.

Bem, neste artigo queremos esclarecer todas as dúvidas que você possa ter sobre este termo do mercado de ações.

A renda variável é um tipo de investimento em que a recuperação do capital investido e o retorno do investimento não são garantidos, nem são conhecidos antecipadamente. Na verdade, um exemplo de renda variável são as ações. Uma ação representa uma fração do capital de uma empresa. Se você possui ações, você possui parte da empresa. Isso lhe dá direitos, incluindo o direito de receber dividendos e influenciar a política geral da empresa nas assembleias gerais de acionistas.

A sua rentabilidade depende de diversos fatores, como a evolução da empresa em que está investido, a sua situação econômica, o comportamento dos mercados financeiros. Ao investir em ações não há tanta segurança como se investisse em qualquer outro produto de investimento.

Títulos de renda fixa, renda variável e derivativos são comprados e vendidos nas bolsas de valores.

Investimento em ações, provavelmente você já ouviu falar!

O que são ações?

A principal característica das ações é que o investimento não tem garantia de retorno ou recuperação do capital investido. O retorno pode ser negativo, então você pode perder o que investiu.

A renda variável depende de diversos fatores como, por exemplo, a evolução da empresa, o comportamento dos mercados ou a situação econômica da organização.

Como investidor, você compra ações e adquire direitos como o pagamento de dividendos ou o direito à informação e voto. Se uma empresa gerar lucros, poderá distribuí-los entre os acionistas.

Você pode adquirir as ações de duas maneiras:

No mercado primário, no momento em que a empresa emite as ações.

No mercado secundário, ou seja, entre investidores. Este mercado é geralmente o mercado de ações. Você só pode operar na bolsa de valores com aquelas ações de empresas que estão admitidas à negociação e, para isso, devem atender a uma série de requisitos.

Hoje tudo é informatizado, inclusive nas bolsas de valores. A Internet é a chave para a negociação. Você não deve esquecer que, para acessar este mercado, você precisará de um corretor, que, em troca de uma comissão, realiza os movimentos de compra e venda de ações em seu nome. Para negociar, você precisa abrir uma conta e se conectar à sua plataforma.

A compra de ações pode ser feita a qualquer momento, mas só será efetivada quando os mercados estiverem abertos.

Um indivíduo pode operar diretamente no mercado de ações?

A resposta curta é clara e simples: não. No mercado tradicional, vendedores e compradores realizam qualquer transação presencialmente, mas no mercado financeiro é necessária a participação de um terceiro que podem ser: 

  • Instituições de crédito, bancos, caixas econômicas ou cooperativas de crédito.
  • Companhias de valores mobiliários
  • Agências de valores mobiliários

As duas maneiras mais comuns de ganhar dinheiro investindo em ações são:

Reavaliação de ações

Você pode ganhar dinheiro quando uma ação sobe, ou seja, quando a troca das ações da empresa em que você investiu é feita por um preço superior ao que você comprou.

Pagamento de dividendos

Uma empresa que obtém lucro pode decidir compartilhar os lucros com seus acionistas. 

Há momentos em que as empresas não dão lucro e/ou as ações não valorizam; além disso, eles podem perder seu valor. Esse é precisamente o risco das ações. Para mitigá-lo, o mais aconselhável é diversificar o investimento, para não vincular nossa expectativa de rentabilidade ao comportamento do valor de uma única empresa.

Essa estratégia pode incluir ações de outras empresas, de outros setores, de outras áreas geográficas e também produtos de renda fixa, que normalmente apresentam menor risco. Também é aconselhável planejar ações como um investimento de longo prazo.

Lembre-se de não usar as economias que você precisará no curto prazo se for investir em produtos arriscados. Também é importante que você conheça sua tolerância ao risco para decidir quanto do seu dinheiro você vai investir e que isso seja compatível com dormir tranquilo.

Diferenças entre renda fixa e renda variável

Renda fixa: o que você precisa saber

Renda fixa é aquela para a qual, após conhecer o cálculo total do investimento, se conhece a rentabilidade que haverá no momento da solicitação. Os investimentos de renda fixa são certamente investimentos menos arriscados. Por isso, são mais indicadas para investidores com perfil conservador.

Alguns exemplos de renda fixa são caderneta de poupança, depósitos bancários, títulos públicos, obrigações, letras de crédito do agronegócio. Uma das fórmulas de renda fixa mais procuradas pelos investidores são os depósitos bancários.

Apesar de tudo, existem dois grupos de renda fixa, os investimentos prefixados em que o investidor conhece desde o início a rentabilidade do título. E os investimentos pós-fixados, em que aqui não é possível saber o retorno imediatamente, pois esse tipo de investimento está atrelado a algum índice que pode ou não oscilar.

Renda variável

Por outro lado, em relação à renda variável, agora que você sabe que a renda fixa permite saber o retorno quase que instantaneamente, fica muito mais fácil saber o que é renda variável. Neste tipo de investimento, tanto a remuneração como a forma de cálculo do rendimento não são conhecidas no momento do pedido. São considerados investimentos mais arriscados. Por isso, geralmente são recomendados para investidores com perfil dinâmico.

O investimento mais conhecido no universo de renda variável tem seu nome e sobrenome: bolsa de valores. As ações têm preços que flutuam constantemente dependendo de fatores relacionados ao mundo da economia e da política. Mas existem outras maneiras de investir em ações, como investir em moedas, derivativos, fundos de ações, etc.

Então, você decidiu investir em produtos de ações? Muitos pequenos e grandes investidores o fazem porque no longo prazo, se tudo correr bem, esse tipo de produto financeiro representa mais do que lucros garantidos. No entanto, não se esqueça que é um produto de investimento de alto risco e onde poderá acumular perdas significativas. Um conselho: se você é incentivado a investir, o melhor é optar por investir suas economias em diversos produtos de investimento, sejam eles renda fixa ou renda variável. Investidores experientes fazem isso para manter seu lado mais arriscado enquanto mantêm seu lado mais conservador. E é que o investimento e o sucesso nas finanças devem ser uma combinação de ambas as características.

Está sem dinheiro? Acesse nosso Simulador de Empréstimos e obtenha a opção que mais se adequar à sua necessidade.

Simule seu empréstimo pessoal, consignado privado, consignado público, consignado INSS ou até mesmo financiamento de veículos através do nosso aplicativo. Cálculo e simulação de Crédito Pessoal, rápido e fácil.

Acesse nosso simulador em: https://emprestimopessoaldicas.com/simulador-emprestimo/simular.html

O que você achou desse artigo? Queremos muito saber sua opinião, deixe abaixo seu comentário!

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR

Deixe uma resposta

Em Alta

Comentários Recentes

%d blogueiros gostam disto: