SIMULE SEU EMPRÉSTIMO ONLINE AGORA

Clique aqui para realizar uma simulação AGORA e ONLINE.
Crédito Pessoal e para Negativados.

InícioArtigosConheça os investimentos de renda fixa

Conheça os investimentos de renda fixa

Existem dois tipos de investimentos, aqueles de renda fixa e os de renda variável.

Os fundos de renda fixa são muito conhecidos atualmente, eles são investimentos mais seguros, com uma grande previsibilidade. Nesse tipo de investimento, como o nome já nos faz presumir, se tem uma rentabilidade fixa, sendo possível conhecê-la antes da aplicação.

Nesse tipo de renda se tem uma previsão de rentabilidade antes da aplicação, trazendo mais segurança para alguns investidores.

Ele traz a possibilidade de um possível planejamento, tendo em vista que após algum tempo você sabe o quanto lucrará.

Para que se entenda o que acontece nesse caso, vamos ver o seguinte: empresas e governos emitem títulos de dívida para arrecadar dinheiro para financiar operações do dia-a-dia e financiar grandes projetos. Para os investidores, os instrumentos de renda fixa pagam uma taxa de juros definida em troca dos investidores emprestarem seu dinheiro. Na data de vencimento, os investidores recebem o valor original que investiram – conhecido como principal.

Os títulos de renda fixa são recomendados para investidores conservadores que buscam uma carteira diversificada. O percentual da carteira dedicada à renda fixa depende do estilo de investimento do investidor.

Títulos e letras do tesouro, títulos municipais, títulos corporativos e certificados de depósito (CDs) são exemplos de produtos de renda fixa. Os títulos são negociados no mercado de balcão (OTC) no mercado de títulos e no mercado secundário.

Títulos de renda fixas

Existe uma grande infinidade de títulos sendo de rendas fixas, mas todos eles se enquadram em três tipos de modalidades, que podem ser descritas como:

  • Títulos que possuem a rentabilidade conhecida, são conhecidas como: Títulos prefixados, estão incluso aqueles investimentos que tem as descrições como:  1 % a.m. (ao mês) ou 12%  a.a. (ao ano), ou seja, tem uma rentabilidade fixa em um determinado período.
  • Aqueles títulos que têm rentabilidade atrelada a um fator econômico, como por exemplo: taxa Selic e o CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Esses são conhecidos como fundos pós-fixados.  Nesse caso, a rentabilidade é medida a partir de um valor, dessa taxa citada, como por exemplo: 115% do CDI.
  • Existe a modalidade que tenta associar as duas descritas acima, conhecidas como títulos híbridos. Um exemplo disso, são títulos que pagam 5% + IPCA, nesse caso, o investidor receberá 5 % fixo mais a variação de IPCA.

Com essas três modalidades, o exemplo mais comum de um título de renda fixa é um título do governo ou corporativo. Os títulos do governo mais comuns são aqueles emitidos pelo governo do Brasil e geralmente são chamados de títulos do Tesouro. No entanto, muitos títulos de renda fixa também são oferecidos por governos e corporações não brasileiras. Apresentaremos, alguns tipos de rendas fixas:

1 –  Letra de câmbio (LC): ele é um “empréstimo” que o investidor faz para as instituições financeiras privadas, após algum tempo se recebe o valor investido mais os juros.

2 – CDB (Certificado de Depósito Bancário): Alguns bancos, que possuem autorização do Banco Central, a fim de arrecadar dinheiro, isso é o que o CDB. Neste título, se “empresta” dinheiro para o banco e após um tempo recebe um pagamento de juros referente a isso.

3 –  Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA): ambos os investimentos são autorizados pelo Banco Central. O primeiro tem o objetivo de arrecadar dinheiro através do setor de imóveis e o segundo através dos recursos do agronegócio.

4 – Tesouro direto: esse título é emitido pelo governo, ele tem como objetivo financiar atividades públicas, dívidas bancárias, dentre outras coisas. Normalmente, é associado à taxa Selic, à inflação ou pode ser pré-fixado.

Conhecendo alguns tipos de rendas fixas, vem aquela dúvida: quais os benefícios desse tipo de investimento?

Os pagamentos de juros constantes e estáveis ​​dos produtos de renda fixa podem compensar parcialmente as perdas decorrentes da queda nos preços das ações. Como resultado, esses investimentos seguros ajudam a diversificar o risco de uma carteira de investimentos.

Embora existam muitos benefícios nos produtos de renda fixa, como em todos os investimentos, existem vários riscos que os investidores devem estar cientes antes de comprá-los.

Investidores de renda fixa podem enfrentar risco de taxa de juros . Esse risco acontece em um ambiente em que as taxas de juros do mercado estão subindo e a taxa paga pelo título fica para trás. Nesse caso, o título perderia valor no mercado secundário de títulos.

O risco inflacionário também é um perigo para os investidores de renda fixa. O ritmo em que os preços sobem na economia é chamado de inflação. Se os preços sobem ou a inflação aumenta, isso consome os ganhos dos títulos de renda fixa.

Está sem dinheiro? Acesse nosso Simulador de Empréstimos e obtenha a opção que mais se adequar à sua necessidade.

Simule seu empréstimo pessoal, consignado privado, consignado público, consignado INSS ou até mesmo financiamento de veículos através do nosso aplicativo. Cálculo e simulação de Crédito Pessoal, rápido e fácil.

Acesse nosso simulador em: https://emprestimopessoaldicas.com/simulador-emprestimo/simular.html

O que você achou desse artigo? Queremos muito saber sua opinião, deixe abaixo seu comentário!

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR

Deixe uma resposta

Em Alta

Comentários Recentes

%d blogueiros gostam disto: