SIMULE SEU EMPRÉSTIMO ONLINE AGORA

Clique aqui para realizar uma simulação AGORA e ONLINE.
Crédito Pessoal e para Negativados.

InícioNotíciasPix - Como receber de volta?

Pix – Como receber de volta?

Como receber de volta um Pix? Casos de transferências feitas para contas erradas podem ser complexos e são vias de mão dupla, pois ao mesmo tempo que alguém faz uma transação errada, quem recebe o dinheiro pode acabar gastando essa quantia de forma indevida, principalmente via Pix, quando o valor é transferido instantaneamente.

Para quem recebeu o valor, antes de mais nada, é preciso alertar que gastar a quantia recebida indevidamente pode ser considerado crime. A recomendação de Afonso Morais, sócio fundador e presidente da Morais Advogados Associados, é: ao receber um valor na conta bancária por engano, não pense duas vezes e devolva a quantia. Se optar por não devolver para a pessoa que fez a transferência ou para o banco que fez a remessa, o recebedor terá cometido o crime de apropriação indevida, no caso o recurso financeiro”, alerta Morais.

Segundo o advogado, a prática pode gerar penalidades na esfera cível e até mesmo criminal. Por isso, ao receber indevidamente qualquer recurso, o ideal é entrar em contato com a instituição financeira, informando sobre o fato, pois é dever do recebedor comunicar à instituição e fazer a restituição imediatamente.

Essa ação está de acordo com o preceito civil do artigo 876, que determina que “todo aquele que recebeu o que lhe não era devido fica obrigado a restituir”, pois o recebedor não pode ser favorecido em detrimento da outra parte.

A ação de ficar com o dinheiro deixa a pessoa sujeita às penalidades determinadas no código Penal, previstas no artigo 169, que penaliza quem inapropriadamente se apoderou de um bem que veio ao seu poder por erro. A pena é de detenção que pode ser de um mês a até um ano ou pagamento multa.

Já no caso das pessoas que fizeram o pagamento, a alternativa é buscar a sua agência bancária o quanto antes para tentar resolver a situação, buscando a pessoa para quem foi realizada a transferência.

Desde novembro de 2021, as instituições financeiras podem auxiliar na recuperação dos valores por meio do Mecanismo Especial de Devolução. Em caso de negativa do recebedor em efetuar a devolução, o consumidor que fez o Pix errado pode ingressar com uma ação contra aquele que se nega a devolver o dinheiro, no Juizado Especial Cível ou no Juízo Comum, a depender do valor apropriado. Lembrando que a ação civil não exclui a responsabilização na esfera penal.

Para fundamentar a ação cível e criminal, é necessário fazer um boletim de ocorrência, que vai servir para auxiliar o depositante a reaver os recursos. O ideal é que o lesado procure um advogado criminalista para lhe assistir.

“A principal recomendação é ter muito cuidado na hora de fazer um Pix, conferindo os dados da pessoa que será beneficiada, tomando cuidado com os golpes. Vale lembrar que essa é uma transação instantânea, mas é preciso ter certeza de todos os dados e atenção ao digitar os valores”, ressalta Morais.

Fonte: Mix Vale

Está sem dinheiro? Acesse nosso Simulador de Empréstimos e obtenha a opção que mais se adequar à sua necessidade.

Simule seu empréstimo pessoal, consignado privado, consignado público, consignado INSS ou até mesmo financiamento de veículos através do nosso aplicativo. Cálculo e simulação de Crédito Pessoal, rápido e fácil.

Acesse nosso simulador em: https://emprestimopessoaldicas.com/simulador-emprestimo/simular.html

O que você achou desse artigo? Queremos muito saber sua opinião, deixe abaixo seu comentário!

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR

Deixe uma resposta

Em Alta

Comentários Recentes

%d blogueiros gostam disto: